De 17 a 21 de Setembro – INAC| Oficinas de formação

O Dockanema, em parceria com o Instituto Superior de Artes e Cultura (ISArC) e com a Associação Moçambicana de Cineastas (AMOCINE), vai realizar um programa de oficinas de formação, dirigido por cineastas nacionais e internacionais, destinado a todos os interessados.

Domingo, 16

18h30 – INAC| Mostra Kuxa Kanema

Com o objectivo de valorizar o património cultural nacional, o Instituto Cultural Moçambique Alemanha (ICMA) fará o lançamento de um conjunto de filmes digitalizados do arquivo do INAC. Este processo, que resulta de uma parceria entre a Universidade Eduardo Mondlane e a Universidade de Bayreuth, comporta os episódios 1 a12 de Kuxa Kanema, e os filmes ‘’Mueda-MemóriaMassacre’’ e ‘’Canta Meu Irmão-Ajuda-me a Cantar’’.

Segunda, 17

18h00- FLCS-UEM| Debate

Após a exibição do filme ‘’African Women – A Journey for a Nobel Peace Prize’’, o centro de Coordenação dos Assuntos do Género (CeCaGe) da Universidade Eduardo Mondlane (UEM) debate a questão do género na Faculdade de Letras e Ciências Socias.

O filme éum road movieatravés doSenegal,uma longa e intensa viagempara apoiar acandidatura deMulheres Africanaspara oPrémio Nobel da Paz. Elas são as protagonistasinquestionáveis​​do documentário: fortes,incansáveis, sempre disponíveis, irónicas ealegres. Mais uma confirmação de que as mulherestêm vindo a desempenharum papel fundamental,tanto na vida diária,como nas actividades sociaise políticas doContinente Africano

Segunda, 17

14h00 – Escola de Comunicação e Artes| Conversa com a realizadora Ike Bertels

Ike Bertelsé uma realizadorae produtora de cinemaformadana BrusselsFilmschool(RITCS), em 1971, e desde então, tem vindo a fazerdocumentáriosno seu país natal e no estrangeiro.Fundoua IKE BertelsFILMPRODUCTIES/IBF em1985, uma produtora de cinema independente sedeada em Amesterdão, na Holanda. Ela tem uma relação histórica com Moçambique que iniciou na década de 1980. Elaborou uma trilogia de filmes que inicia em 1984, com Mulheres da Guerra, um filme que apresenta o testemunho de três mulheres moçambicanas que participaram na Luta Armada de Libertação Nacional – Mónica, Maria e Amélia. Uma década depois, Ike Bertels filmou Pensão da Guerrilha, actualizando a situação de vida das três protagonistas, que, agora, podem ser novamente revistas no filme Vovós da Guerrilha (2012).

Segunda, 17

18h00 – CCBM| Exposição de Fotografia

Grande Hotel, o emblemático edifício da cidade da Beira será apresentado na mesma noite, em duas perspectivas visuais: uma fotográfica, com a exposição de Mário Macilau, e outra cinematográfica, com a estreia internacional da longa-metragem ‘’Amanhecer a Andar’’, da realizadora portuguesa Sílvia Firmino.

Quarta, 19

16h00 – Teatro Avenida| Debate

O uso inapropriado da terra é uma das maiores causas de conflitos entre nativos e autoridades locais de Moçambique. Consciente dessa situação, a Justapaz, o Mecanismo de Apoio à Sociedade Civil (MASC) e a Diagonal debatem a temática do uso e direito da terra em Moçambique, logo após a exibição do filme‘’A terra dos nossos avós’’, do realizador Fábio Ribeiro.

Quinta, 20

9h00 – UP-Lhanguene| Debate

Consciente dos problemas relacionados com a degradação do Meio Ambiente que marcam a actualidade, a Universidade Pedagógica (UP), no âmbito das suas Jornadas Científicas, exibe o filme ‘’Receitas para o Desastre’’. O encontro irá reunir estudantes, corpo docente e o Mecanismo de Apoio à Sociedade Civil (MASC).

Quinta, 20

17h00 – Faculdade de Arquitectura-UEM| Conversa com Luís Lage e Paul Jenkins

A Faculdade de Arquitectura da Universidade Eduardo Mondlane (UEM) propõe uma conversa em torno do filme‘’Sonhos Urbanos Africanos’’, da realizadora Noemie Mendelle. Trata-se de um documentário filmado em Moçambique, que retrata o esforço das famílias moçambicanas que investem na construção das suas casas. Ao mesmo tempo, surgem problemas sociais e políticos nas resoluções e nas ameaças do sonho destas famílias de possuírem habitação própria.

Sexta, 21

Das 09h00 às 12h00 – Universidade Politécnica| Jornada Profissional

Sob o tema ‘’Cinema digital, os recursos tecnológicos na sétima arte’’ realiza-se uma mesa redonda com os realizadores Ute Fiendler, Ike Bertels, Ana Matos, Toni Venturi, Riaan Hendricks e João Ribeiro para se discutirem as implicações da nova era digital no cinema. Este painel internacional traz experiências de vários cantos do mundo para o auditório da Universidade Politécnica de Maputo.

Sexta, 21

18h00 – ICMA| Nach der Mauer| Presença do realizador

O filme ‘’Nach der Mauer’’ ‘’ aborda a questão da reunificação da Alemanha, e do presente e futuro de moçambicanos contratados que viviam e trabalhavam na RDA. Sete protagonistas falam de suas vidas quotidianas; quatro que ficaram na Alemanha reunificada; e três que regressaram para as suas terras em Moçambique.

Peter Steudtner

Peter Steudtner, fotógrafo e videasta, vive entre Moçambique e Alemanha. Através do seu trabalho é facilitador para transformação não violenta de conflitos. Em 2008, fundou com Gregor Zielke e Rui Assubuji, a cooperativa panphotos.org, especializada na fotografia e videografia documental de carácter social e dedicada a projectos educativos e interculturais.