Cartas de Angola

Dulce Fernandes, Portugal, 2011, 52’, VO Português

Cartas de Angola é uma viagem a um passado esquecido e um olhar sobre uma memória geográfica, onde duas histórias se intersectam: a história de uma portuguesa nascida em Angola nas vésperas da independência e as histórias dos cubanos que combateram na guerra em Angola. O filme, contado na primeira pessoa, é uma travessia pela Cuba de hoje e uma descoberta das histórias dos cubanos em Angola durante a guerra, através das quais se revela um passado perdido e uma ligação umbilical a uma terra distante.

Dulce Fernandes é uma realizadora portuguesa, nascida em Angola e residente em Brooklin (E.U.A.). Estudou Cinema e Fotografia no AR.CO (Lisboa), na Escola do Instituto de Arte de Chicago, na Escola Internacional de Cinema e Televisão (EICTV) em Cuba e no Downtown Community Television Center (DCTV) em Nova Iorque. Trabalhou como fotojornalista no jornal Público e como activista em questões ambientais e direitos humanos. Formada em jornalismo pela Universidade Técnica de Lisboa e em Relações Internacionais pela City University of New York.