CCBM, 16 h

Videoarte – Um Olhar sobre Os Olhares de Akram Zaatari

Enquanto crescia, em meio a uma longa guerra civil, o artista libanês Akram Zaatari registrava seu quotidiano num diário. Os textos falam em explosões e abrigos, mas também de aulas na auto-escola e da compra de um carro. Atestam, segundo o artista, “as contradições da vida que continua em áreas de conflito”. O diário, que passou a incluir fotos, foi seu primeiro contacto com a produção de imagens. Mais tarde, criaria vídeos e instalações marcados por temas políticos, históricos e da sexualidade, e se tornaria, além de um artista reconhecido, um dos principais difusores da produção libanesa que revela nomes como Walid Raad e Jalal Toufic no pós-guerra.

 CCBM, 18 h

Maciene

Isabel Noronha, Moçambique, 2009, 61’

Uma lenda antiga conta que numa pequena aldeia na província de Gaza,  habita um Povo com o especial talento de entrelaçar a beleza do mundo dos antepassados com a riqueza do mundo moderno. Por isso, em Maciene,  estes dois mundos habitam hoje ainda em amplo respeito e a Vida é tecida a cada dia em gestos que a projectam para Além do Sonho. Este Povo zela para que Maciene nunca deixe de ser, tal como reza a lenda, “o lugar onde Deus encontrou a Serenidade”.

An ancient legend tells that, in a small village in the Mozambican province of Gaza, lives a people with the special talent of interweaving the beauty of the world of the ancestors with the richness of the modern world. Thus in Maciene, these two worlds live together today still in mutual respect, and Life is woven every day in gestures that project it beyond the Dream. This people is striving so that Maciene will never cease to be, as the legend says, “the place where God found Serenity”.

 Salani

Isabel Noronha, Vivan Altman, Moçambique, 2010, 26’

 Salani (adeus), retrata a vivência de três adolescentes moçambicanos de 11, 16 e 17 anos que, forçados pela sua familia ou na ilusãode encontrar melhores condições de vida, emigraram para a África do Sul.  Numa fluente mistura entre o documentário e a animação, este filme revela os contornos da utilização da “tradição“ por algumas famílias para encobrir a exploração das suas meninas, bem como os meandros do tráfico, exploração sexual e laboral, de que estes adolescentes pobres, ilegais e desprotegidos, se vêm facilmente reféns. 

Salani (farewell) portrays the lives of three Mozambican adolescents of 11, 16 and 17 years of age, who migrate to South Africa, either forced by their families or under the illusion they will find better living conditions. In a fluent mix of documentary and animation, this film reveals the knots that some families tie themselves into using “tradition” to mask the exploitation of their daughters, as well the twists and turns of the trafficking and sexual and labour exploitation by which these poor, illegal and defenceless adolescents are easily held hostage.    

CCBM, 20 h

Um lugar ao sol

Gabriel Mascaro, Brasil, 2009, 72’

A partir de um livro sobre a elite brasileira, em que estão catalogados 125 proprietários de penthouses, dos quais o realizador teve acesso a apenas oito que aceitaram ser entrevistados, pretende-se promover um debate sobre visibilidade, insegurança, estatuto e poder. São aqui abordadas questões ligadas à paisagem urbana, ao modelo das cidades verticais e à forma como estes fenómenos arquitectónicos se relacionam com o comportamento das pessoas – o isolamento social.

 The film is based on a book about the Brazilian elite that catalogues 125 penthouse owners, although the director had access to just eight of them who agreed to be interviewed. It is intended to promote a debate on visibility, insecurity, status and power. The film deals with issues relating to the urban landscape, models of vertical cities and the ways in which such architectural features relate to human behaviour – social isolation.

 TEATRO AVENIDA, 16 h

 Fogo > Guerra

Fire > War

1. Spain Earth, Joris Ivens, E.U.A., 1937, 52’

2. The 400 millions, Joris Ivens, E.U.A., 1939, 53’

TEATRO AVENIDA, 18 h

 Lumumba, la mort du prophète

Raoul Peck, Alemanha/Suíça/França, 1990, 69’

Um documentário criativo onde a biografia e a história, os testemunhos e as imagens de arquivo constituem a trama de uma reflexão sobre a figura de Patrice Lumumba, sobre o assassinato político, os media e a memória. Uma ocasião única para recordar, 50 anos depois, a vida e lenda de Lumumba, líder independentista e Primeiro-ministro da República Democrática do Congo em 1960.

A Creative documentary in which biography and history, testimonies and stock footage constitute the plot of this reflection on the figure of Patrice Lumumba, political assassination, the media and the memory. A unique opportunity to recover, 50 years later, the life and legend of Lumumba, independentist leader and Prime Minister of the Democratic Republic of the Congo in 1960.

 TEATRO AVENIDA, 20 h

 Gaza Hospital 

Marco Pasquini, Italy, 2009, 84’

Um hospital em Beirute – no inicio da década de 80 centro medico do campo de refugiados de Sabra e Shatila, hoje centro de acolhimento para sem-abrigo. Memorias de grandes eventos e suas vítimas.

A hospital in Beirut – in the early 1980’s the medical center for the refugee camps of Shatila and Sabra, today a shelter for the homeless. Memories of great events and their victims.

 CINE-TEATRO GILBERTO MENDES, 16 h

 A Outra Taça

Damien Cukierkorn, Argentina, 2006, 90’

Pela primeira vez na história uma equipa argentina participa nos Campeonatos Mundiais de Futebol para pessoas sem-abrigo que tem lugar na Suécia. Para alguns sem-abrigo de Buenos Aires, esta é a oportunidade de escapar ao tormento diário de viver na rua. Treinam-se para entrar na equipa, sonham com uma vida melhor e esperam a experiência que vai mudar tudo. Depois de muitas adversidades o pequeno grupo chega à Suécia e participa no campeonato. Rapidamente fica claro que tudo aquilo é mais sobre solidariedade mútua do que sobre ganhar a taça. A Outra Taça é um fascinante retrato de pessoas que vivem vidas sem saída e que subitamente recuperam a esperança num futuro melhor.

For the first time in history, the Argentinean team participates in the World Cup Soccer, for the homeless which takes place in Sweden. For some of the homeless from Buenos Aires, this is the opportunity to escape the daily torment of living on the streets. They train to be part of the team, dream with a better life and hope for the experience that will change everything. After many adversities, the small group arrives in Sweden to take part in the championship. Soon becomes clear that it is all about mutual solidarity than winning the cup. The Other Cup is a fascinating portrait of people who live lives with no way out, and that suddently regain hope in a better future.

CINE-TEATRO GILBERTO MENDES, 18 h

 One Goal

Sergi Agustí, Serra Leoa/Espanha, 2008, 26’

One Goal é um golo, mas também uma paixão. Este documentário segue o caminho em direcção à paz que um grupo de jovens amputados começou na Serra Leoa há anos atrás. Com o poder do seu jogo tornaram-se um exemplo para a sociedade. De ícones de guerra a ícones de paz e esperança, eles transformaram as suas vidas através de uma paixão comum: futebol.

 One Goal is an objective, but also a passion. This documentary follows the path towards peace that a group of young amputated men began in Sierra Leone years ago. Through the power of their game, they have become an example for their society. From icons of war to icons of peace and hope, they transformed their lives through a shared passion: football.

 Solo, a lei da selva

Jos de Putter, Holanda, 1994, 55’

 Nas favelas do Rio de Janeiro, o futebol parece ser a única esperança para escapar à cultura do crime e da violência. Jovens rapazes que jogam na rua sonham com um futuro como profissionais, equipamento e equipas de verdade. Este filme centra-se sobre alguns destes rapazes, no contexto do quotidiano das favelas, na altura da realização do Campeonato do Mundo de Futebol. Será que os seus sonhos se irão realizar?

 In the favelas of Rio de Janeiro, soccer seems the only hope for escaping a culture of violence and crime. Young boys playing in the streets dream of professional futures, of real jerseys, and of real teams. This film focuses in on a number of these boys, within the context of everday life in the favelas, at the time of the Soccer World Championships. Will their dream come true?

 CINE-TEATRO GILBERTO MENDES, 20 h

 More than just a Game

Junaid Ahmed, África do Sul, 2005, 89’

Contada através das histórias de cinco ex-prisioneiros, esta é a história de militantes políticos enviados para Robben Island nos anos 1960, que se elevam além da sua prisão, ao criar um campeonato de futebol e encontrar uma saída para a sua paixão e compromisso com a disciplina, através do “jogo bonito”.

 Told through the stories of five former prisoner, this is the story of political activists sent to Robben Island in the 1960s who rise above their incarceration by creating a football league and finding an outlet for their passion and commitment to discipline through the Beautiful Game.

Loucos de Futebol

Halder Gomes, Brasil, 2007, 22’

 Um documentário que prova por a+b que futebol é muito mais do que 22 machos correndo atrás de 1 bola.

 A documentary that proves football is more than 22 guys running behind a ball.

 CINEMA SCALA, 16 h

 Behind the Lines

Margaret Dickinson, UK/Moçambique, 1971, 53’

Um filme acerca da luta armada contra o regime colonial português em Moçambique, e da vida quotidiana nas zonas libertadas pela FRELIMO. Feito com o suporte e cooperação da Frente de Libertação Moçambicana, este filme de grande valor é uma elucidativa referencia dos dias finais da colonização portuguesa em Moçambique.

A classic account of the struggle against Portuguese colonial rule in Mozambique and of life in liberated zones. Made at the time with the support and cooperation of the Mozambican liberation movement, this film is an invaluable and enlightening reference of the end days of Portuguese colonization in Mozambique.

CINEMA SCALA, 18 h

 Slam Video Maputo

Ella Raidel, Áustria/Moçambique, 2010, 28’

Artista e realizadora Ella Raidel participou do programa “Forget Africa”, uma série de filmes financiado pelo Festival de Roterdão IFFR 2010 e filmado por realizadores asiáticos e ocidentais, e foi enviada para Moçambique. Ella investigou o auto-retrato de Moçambique nos media onde a sua cultura popular reflecte a intersecção das culturas globais e locais. Conheceu poetas de rua, músicos hip-hop e visitou programas de televisão e rádio. Slam Vídeo Maputo é o making-off destas produções de vídeo. O filme presta tributo à alegre e contagiante cultura popular de Maputo.

Artist and video maker Ella Raidel was participating the ‘Forget Africa’ program, a series of films commissioned by the Rotterdam Festival IFFR 2010 and shot by Asian and Western filmmakers, and was sent to Mozambique. She investigated the self-image in media of Mozambique where its popular culture mirrors the intersection of global and local cultures. She met slam poets, hip-hop musicians and visited TV and radio shows. Slam Vídeo Maputo is the making-of these video productions. The film pays tribute to the cheerful and infectious popular culture of Maputo.

 Kontinuasom

Óscar Martinez, Cabo-Verde/ Espanha, 2009, 80’

Beti é bailarina do grupo Raiz di Polon em Cabo-Verde. Desde Lisboa chega-lhe uma proposta para integrar um espetáculo de música caboverdiana e começar a sua carreira ali. Esta oferta desencadeia nela um sentimento profundo acerca do conflito caboverdiano: a identidade construída pela diáspora secular. As dúvidas, a saudade, o desenraizamento pairam sobre ela e a acompanham na sua tomada de decisão. O mesmo dilema de todo o caboverdiano: o desejo de partir, e desejo de voltar …. Expressado e reunido em torno da música, marca da identidade cultural do seu povo.

Beti is a dancer in the Raiz di Polon company in Cape Verde. She receives a offer from Lisbon to join a Cape Verde music show and start a new career there. The offer unchains the deep-set Cape Verde conflict in her: identity built on the Diaspora century after century. Doubts, nostalgia, uprooting, they all soar over her and accompany her decision. The same dilemma that surrounds all Cape Verdeans, the yearning to leave, the yearning to return… Expressed and brought together around music, hallmark of the people of Cape Verde.

 UEM, 14 h

 Memória cubana

Alice de Andrade e Iván Nápoles, França/Brasil/Cuba, 2010, 71’

 Através dos tesouros dos cine jornais cubanos – os Noticieros ICAIC Latinoamericanos – o filme mostra os acontecimentos mais marcantes do século XX visto pelas lentes dos documentaristas da ilha.  Sob a direção geral do genial documentarista Santiago Álvarez, os talentosos cineastas do ICAIC testemunharam quase tudo, durante 30 anos.

Based on the treasure represented by Cuban newsreels – the ICAIC Latin American Newsreels – this film shows the most striking events of the twentieth century as seen through the lenses of the island’s documentary filmmakers. Under the general guidance of the brilliant documentary filmmaker Santiago Álvarez, the talented cameramen of the ICAIC witnessed it all over a period of 30 years.

 UEM, 16 h

Fantasia Lusitana

João Canijo, Portugal, 2010, 65’

Portugal viveu a Segunda Guerra Mundial dentro de um mundo de fantasia. Portugal era um paraíso de paz e tranquilidade, totalmente alheio a uma guerra que só dizia respeito aos outros. Construído exclusivamente a partir de imagens de arquivo, o documentário de João Canijo funda-se no contraste entre as imagens fantasistas da propaganda e os testemunhos escritos de refugiados célebres (Erika Mann, Alfred Döblin e Antoine de Saint-Exupéry, lidos pelos actores Hanna Schygulla, Rudiger Vogler e Christian Patey) de passagem por Lisboa, à espera do barco que os livre do nazismo.

Portugal went through the Second World War in a haze of illusion.  Portugal was a haven of calm and tranquillity  completely detached from the war that was entirely the concern of others. Built exclusively from archive footage, João Canijo’s documentary is based on the contrast between the fanciful propaganda images and the written testimony of well-known refugees (Erika Mann, Alfred Döblin and Antoine de Saint-Exupéry, read by the actors Hanna Schygulla, Rudiger Vogler and Christian Patey) passing through Lisbon to catch a ship to escape the Nazis.

UEM, 18 h

 48

Susana de Sousa Dias, Portugal, 2009, 93’

Vasculhando os arquivos da PIDE, a temida polícia secreta da ditadura salazarista, a realizadora recolhe 16 fotografias de presos políticos, cuja história tenta decifrar. Correndo contra o relógio para encontrar sobreviventes, ela descobre nos relatos as explicações de parte do mistério que quer decifrar. Daí emergem as memórias das emoções conflituantes que dominavam os prisioneiros no momento da fotografia – não raro, uma das raras ocasiões em que alguns procuravam enfrentar, ainda que fosse com um olhar, os seus captores e algozes. Uma mulher lembra a sua reacção inexplicável de sorrir perante a câmara – um comportamento que a perseguiu pelo resto da vida. Por este ângulo inusitado, o filme levanta pistas para um retrato dos 48 anos da ditadura em Portugal.

Digging through the archives of PIDE, the secret police of the Salazar dictatorship in Portugal, the director collects 16 pictures of political prisoners and tries to decipher their story. Working against time in order to find survivors, she starts to find explanations in reports. Memories then emerge of conflicting emotions that dominated the prisoners at the moment of pictures – which is not rare, but one of the rare occasions in which a few tried to confront (even if it was just with a look) their captors and executioners. A woman recalls her unexplainable reaction of smiling in front of the camera – behavior that has haunted her for her whole life. Through this unusual angle, the film encounters traces for a portrait of 48 years of dictatorship in Portugal.  

XENON, 18 h

Maradona by Kusturica

Emir Kusturica, Espanha/França, 2008, 90’

Este filme celebra a incrível história de Diego Maradona. De Buenos Aires a Nápoles – passando por Cuba – Emir Kusturica traça a vida de um homem fora do comum, das suas origens humildes à fama mundial, da sua ascensão fulgurante ao mais profundo declínio: dependência de drogas, álcool, etc. Um documentário único sobre o “jogador do século” filmado pelo seu maior fã.

This film celebrates the incredible story of Diego Maradona. From Buenos Aires to Naples – as well as Cuba – Emir Kusturica traces the life of this extraordinary man, from his humble beginnings to his worldwide fame, from the most spectacular rise to the tragic fall: drugs dependence, alcohol, and so on. A unique documentary about “the player of the century”, filmed by his greatest fan.